18 de abr de 2017

Pajé Filmes no jornal O Tempo: O cinema ancestral da aldeia



Matéria de hoje no jornal O Tempo destaca trabalho da Pajé Filmes: "Todos os filmes são feitos na língua Maxakali e, posteriormente, legendados para o português, espanhol e inglês, já que são exibidos em vários cantos do mundo em festivais e mostras de cinema, além do Brasil. Mas quando se fala em linguagem, não se trata apenas de idioma. Se trata da maneira de apresentar o registro, como no filme Konãgxeka: o Dilúvio Maxakali (2016), uma animação sobre o dilúvio na visão dos Maxakalis (um castigo enviado pelos espíritos yãmîy por causa do egoísmo e da ganância dos homens), feito em parceria com Charles Bicalho, da produtora Pajé Filmes."
Para conferir a matéria, basta acessar o link:
http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/magazine/o-cinema-ancestral-que-vem-aldeia-1.1461990

Nenhum comentário: